Skip to main content

Webrooming

Webrooming é um comportamento de compra específico no qual o consumidor pesquisa informações sobre determinados produtos ou serviços na World Wide Web para depois comprá-los na loja de papelaria. Desta forma, o cliente obtém informações sobre os preços atuais do mercado em lojas on-line ou portais de comparação, por exemplo, mas depois compra o item off-line.

Informações gerais sobre o webrooming

O Webrooming é uma tendência. Cada vez mais consumidores procuram na World Wide Web informações sobre um determinado produto, apenas para o experimentarem e comprarem offline. Segundo um estudo recente da Leipzig Graduate School of Management, esta tendência é baseada no facto de os consumidores verem certas vantagens tanto no comércio online como offline.

O varejo da Internet pode marcar pontos em particular com os seguintes critérios:

  • Seleção
  • Preço
  • conforto na entrega

O comércio estacionário é caracterizado pelas seguintes vantagens:

  • disponibilidade direta
  • conselho
  • Possibilidade de testar o produto

No entanto, em termos de vantagem de preços, o comércio a retalho de tijolos e cimento tem vindo a recuperar parcialmente nos últimos anos, pelo que as grandes diferenças de preços praticamente já não existem. Por exemplo, em certas indústrias, como a da venda a retalho de produtos electrónicos, existem muitas vezes grandes campanhas de desconto que permitem aos retalhistas de tijolos e cimento alcançar os retalhistas online em termos de preço. Em muitos casos, os retalhistas offline também operam as suas próprias lojas online, às quais é feita referência explícita no retalho estacionário. A tendência de webrooming tem aumentado significativamente nos últimos anos e pode ser vista de forma constante em todos os sectores.

Abordagens para combinar o varejo online e offline

Para se manterem competitivos na era digital, muitos retalhistas oferecem agora uma“experiência de compra” que combina comércio online e offline. A seguir, analisamos algumas das medidas que podem ser utilizadas para implementar com sucesso tais combinações de lojas online e offline.

Estes são serviços capazes de detectar a localização móvel do consumidor e promovê-la, por exemplo, com mensagens push para ofertas estacionárias nas suas proximidades. Na LBS, a entrega de cupões digitais também é frequentemente utilizada para motivar os consumidores a visitar uma loja.
No varejo online, uma abordagem comum é alertar os chamados “abandonadores de carrinho de compras” com e-mails ou mensagens de texto que eles podem ver, tentar e comprar os itens não comprados que deixaram em seu carrinho de compras digital em um revendedor de tijolo e cimento.
Por exemplo, um programa de fidelidade pode ser baseado em um cartão de fidelidade que captura todos os dados de compra diretamente no terminal PDV. Estes dados são então utilizados para a comunicação na loja online, entre outras coisas. O cliente deve estar habilitado a acumular pontos tanto na loja online como offline, como parte de um programa de fidelidade.
Ao utilizar terminais POS interactivos, o cliente tem também a oportunidade de procurar ofertas online adicionais dentro da loja fixa e pode assim ser motivado a efectuar as vendas adequadas e as vendas cruzadas.

É recomendável o webrooming?

O Webrooming é uma tendência e está a assumir proporções cada vez maiores, de modo que as lojas online estão a criar cada vez mais lojas estacionárias, de modo a cobrir de forma óptima também este segmento de mercado. O aumento do webrooming também tem implicações estratégicas para o varejo online. Para a geração mais jovem de consumidores em particular, a mudança entre o varejo online e offline é agora uma questão natural. Para o marketing dos retalhistas, isto significa responder ao comportamento de mudança da nova geração de compradores com estratégias novas e inovadoras.


Você tem mais alguma pergunta?

Por favor, contacte-nos


Outros conteúdos